Cerrado Livre

MENU
Logo
Sábado, 23 de outubro de 2021
Publicidade
Publicidade

Poesia

Só leva da vida o amor que fica (veja vídeo)

Nota

Publicidade
Publicidade
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

 

Conviver sem ter abraço

Beijo só em foto antiga

Manter distância de todos

De tudo sentir fadiga

Sem bar, show, igreja ou festa

Saudade é tudo que resta

De tanta gente amiga

 

Quase 500 mil foram

Os demais são solidão

Partindo amor tão unido

Nem no inverno verão

Vírus colheu tanta flor

Que a primavera acabou

Dor é única estação

 

Brasília brigam políticos

Pra saber quem matou mais

Sem hospitais de campanha

Tem campanha em hospitais

Nem aí pra UTI

Quer fugir de CPI

Passando o povo pra trás

 

Pandemia de adeuses

Aos pais, tios, irmãos, avós

Tchau à pessoa amada

Ao filho (o que é mais feroz)

Visita nem despedida

E só levaram da vida

O amor que está em nós

 

 

 

Milhões estão imunizados

E muitos mais no aguardo

Pois é tempo do governo

Do “eu falho e eu tardo”

O dinheiro da vacina

Foi gasto com cloroquina

No Exército tem é fardo

 

Quantos de nós vão morrer

Além dos 500 mil

Pra pesquisa e Saúde

Priorizar no Brasil?

Ou todo o meio milhão

De mortos foi tudo em vão

Só nos restou o vazio?

Inscreva-se

As principais notícias do Brasil e do mundo em seu e-mail!

[CARREGANDO...]